13 de janeiro de 2014

Detentos são aprovados na UEL


Cinco presos são aprovados em vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Eles fazem parte de um programa de cursinho pré-vestibular nas cadeias.

Calouros dependem de aprovação da Justiça para frequentar a Universidade Estadual de Londrina (UEL). 

Cinco presos do sistema carcerário de Londrina, no norte do Paraná, foram aprovados no vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL), cujo resultado foi divulgado na quinta-feira (9). 

Eles, porém, ainda dependem de autorização da Vara de Execuções Penais do município para frequentar as aulas, de acordo com a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná (Seju).

Os calouros de Direito, Enfermagem (dois), Assistência Social e Matemática fazem parte de um programa de cursinho pré-vestibular, criado em parceria entre a Seju e a UEL em 2013. 

Por meio do projeto, os alunos frequentam salas de aula estruturadas dentro dos complexos penitenciários londrinenses - no primeiro ano de trabalho, 50 presos assistiram às aulas ministradas dentro da cadeia, entre os quais dez deles passaram na primeira fase do vestibular de 2014 da UEL.

‘Ainda não consegui acreditar’, diz 1ª colocada geral no vestibular da UEL
Universidade Estadual de Londrina divulga aprovados no Vestibular 2014
dividindo espaço com as celas, as penitenciárias têm bibliotecas carregadas, onde os detentos passam o tempo lendo, pesquisando, trabalhando. 

Na Penitenciária Estadual de Londrina II (PEL II), aproximadamente 2 mil títulos estão disponíveis para quem quer aprender. Os aprovados faziam questão de pedir autorização sempre que podiam, para ir até os livros, conta o diretor da PEL II, Emerson Chagas.

"Já esperávamos que esses presos passassem no vestibular. Nós víamos o interesse deles, a vontade de mudar a vida, de buscar autorização para ir à biblioteca, por exemplo. Já imaginávamos, porque víamos de perto a dedicação diferenciada que eles têm", afirma.

O diretor da PEL II ressalta a importância de todos os servidores da penitenciária para o sucesso dos presos.

 "Tem o mérito do preso, da UEL, mas temos que enaltecer o trabalho dos agentes penitenciários, que propiciam os detentos irem até as aulas, fazem a segurança deles, cuidam. Sem o trabalho deles, ficaria difícil".

Entre os aprovados, três são da PEL II e estão presos em regime fechado. Os outros dois estão encarcerados na Penitenciária Estadual de Londrina I (PEL I) e no Centro de Ressocialização de Londrina (Creslon) - apenas na última o detento cumpre pena em regime semiaberto.

A pré-matrícula dos calouros já foi prontamente protocolada pela Seju, após a confirmação de que os nomes deles estavam na lista de aprovados, segundo a própria secretaria. Não há previsão de quando eles devem ter a autorização julgada, conforme o governo estadual. 

As aulas, na UEL, começam em 3 de fevereiro.

Cursinho da UEL

Já o cursinho pré-vestibular da UEL, que funciona no campus, obteve a aprovação de 106 estudantes em vários cursos, como Direito, Medicina Veterinária, Psicologia, Geografia, Artes Visuais, Enfermagem, Serviço Social, Biologia, Letras e Fisioterapia.

Segundo a diretora do Curso Especial Pré-Vestibular, Rita de Cássia Rodrigues, a quantidade de aprovados poderá aumentar com as próximas convocações, sendo que 206 candidatos passaram para a segunda fase.

"O índice de aprovação foi quase de 50%", comemorou.

Nenhum comentário:

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Google+ Followers

Translate

Visualizações de página!!

Visitantes

free counters