4 de outubro de 2013

Último disco do Charlie Brown Jr.- La Família 13 confira as faixas

Sai o adolescente rebelde com problemas amorosos, entra o adulto desiludido com a vida a dois.
Assim pode ser definido o último disco de inéditas do Charlie Brown Jr., La Família 013.
Quase sete meses após a morte de Chorão -- e menos de um mês do falecimento de Champignon --, vazou na Internet o álbum completo, com treze faixas inéditas. Além das já conhecidas Um Dia a Gente se Encontra e Meu Novo Mundo, surpreende as outras onze músicas, que trazem guitarras mais pesadas e muita desilusão nas letras, escritas em sua maioria pelo próprio falecido vocalista da banda.
Mesmo os mais fortes, às vezes, não encontram uma saída. Quando tudo se torna previsível não se espera mais da vida”, canta Chorão em Contrastes da Vida, a última e mais curta música do disco, como numa espécie de despedida de seus problemas.
Mas antes da saideira, outras canções surpreendem pelas letras que refletem a fase que o cantor estava vivendo meses antes de sua morte e da separação da mulher. “A gente passa o dia junto, a gente fala sobre tudo, mas eu sinto você tão longe. Você diz sempre que me ama, mas não age como tal. Será que amar demais faz tão mal? Todo dia recomeço muito perto do fim”, questiona o cantor sobriamente na sugestiva faixa Hoje Sou Eu Que Não Mais Te Quero.
O tom fica mais sério e pesado em A Mais Linda do Bar. “Eu também 'tô' bolado, buscando sentido. Por que tanta angústia? Por que tanta dor?”, canta Chorão numa parte em off da música. O caráter depressivo também fica evidente no título de Samba Triste, em que fala sobre “enfrentar o medo e se livrar da solidão”.
Repetindo a fórmula de sucesso de discos anteriores, Chorão não hesita em repetir trechos de outras canções da banda. Na música Cheia de Vida, em que diz estar vivendo uma “fase problema”, canta o trecho “eu quero que você fique segura, fazer amor contigo na minha cama ou na sua. E uma dose muito forte não vai ser suficiente, me sinto mais em casa quando você está presente”, que também canta na antiga faixa Você Por Perto.
O mesmo se repete em Um Dia a Gente Se Encontra, em que usa um trecho da música Meu Novo Mundo, enfatizando seu sentimento de distância da pessoa amada: “Se quem eu amo tem amor por mim, eu sei que ainda estamos longe do fim”.
Por outro lado, a paixão de Chorão pelo Charlie Brown Jr., a cidade de Santos e o futebol fica evidente na cançãoFina Arte. "Essa daqui é para provar para os que não acreditaram que essa p*** vale ouro, fina arte, meu tesouro", diz o vocalista em uma das únicas faixas que não retratam seu lado mais obscuro e amoroso.
Musicalmente falando, o disco é um dos melhores e mais maduros de toda a carreira do Charlie Brown Jr.. Já em relação às melodias, a sensação é a de chegar ao fim com um peso gigante nas costas, carregando um sentimento de desilusão e tristeza profunda.


Veja também:




Fonte:Caras

Nenhum comentário:

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Google+ Followers

Translate

Visualizações de página!!

Visitantes

free counters

doistoquesdobrasil.blogspot.com