14 de dezembro de 2011

A Lenda da Loira fantasma de Curitiba


Uma das lendas urbanas muito antigas em Curitiba, relata o caso da loira-fantasma , que aparecia normalmente para os taxistas, esta lenda foi muito difundida, trata-se do seguinte:
Geralmente uma loira muito bonita, entrava no carro e pedia uma corrida , neste tempo, os carros-taxi não tinham o banco da frente do passageiro, normalmente carros de 02 portas(para facilitar a entrada).Acertado o destino, o motorista guiava nesta direção, quando dava por si, a loira-fantasma, simplesmente sumia. Perplexos os taxistas não entendiam como esta pessoa poderia ter saído do carro. A loira fantasma já tinha sumido!!
Conta a lenda que:

 _ O taxista César Bueno conta que, na década de 1960, uma mulher loira muito bonita pedia uma corrida de táxi na Praça Tiradentes até o bairro do Abranches. Quando o motorista se tocava, ela não estava mais no carro. "Existe ainda uma outra versão dizendo que a loira pedia a viagem até o cemitério do Abranches. Quando chegava no local, ela pedia para o taxista aguardar um pouco. A mulher saía do veículo e entrava no cemitério, quando desaparecia", relata Bueno.
Dizem também que a loira assustava os taxistas porque uma vez, quando ainda era viva, fez uma trágica viagem de táxi: durante a corrida, foi estuprada e morta pelo motorista. O seu espírito rondava o assassino e, um mês depois, entrou no mesmo táxi vestindo uma capa preta e escura. De repente, pediu que o carro parasse. Ela ordenou que o carro seguisse até o cemitério, onde era a sua morada. O taxista pediu para que não fizesse brincadeira com isso. Ela tirou a capa, mostrou o seu rosto e o motorista, ao reconhecê-la, teve um ataque de asma e morreu sufocado. O fantasma da loira, então, continuou assustando os taxistas.

A história da loira fantasma ganhou as páginas dos jornais e era tema de programas de rádio, depois de ter sido registrada na polícia. O radialista Algaci Túlio lembra que entrevistou o taxista atingido e uma mulher que seria a loira. "Como naquela época não havia muitas notícias, a gente aproveitava esses fatos para os programas e falávamos durante vários dias", revela. A lenda também foi parar na televisão, depois que o radialista a transformou em uma telenovela no Canal 6.

O taxista Bueno acredita que a lenda da loira fantasma não passou de uma brincadeira entre colegas da profissão. "Eu mesmo já preguei várias peças. O motorista estava dormindo e eu abria a porta dando o comando de uma corrida. Ele, ainda meio desacordado, concordava com o cliente e saía. Somente depois via que não tinha ninguém no carro."
Maria Sangrenta



Essa é uma velha lenda de terror norte americana que se difundiu ao redor do mundo, eu mesmo cheguei a ouvi-la quando tinha 6 anos, no interior de São Paulo. No entanto ao chegar ao Brasil, essa lenda sofreu diversas alterações e se transformou na nossa famosa Loira do Banheiro. Ai vai a história:
Maria era uma linda adolescentes e extremamente vaidosa. Um dia, no entanto, sofreu um acidente de carro que acabou por desfigurar sua face. Como se não bastasse o horror que sentia de si mesma, ela ainda era vítima de gozação e humilhação pelos amigos da escola. Reza a lenda que, já sem sentir o sentido da vida, Maria fez um pacto com o demônio para se vingar dos que haviam a humilhado e assim vendeu sua alma a ele. Um a   um, todos aqueles que faziam piadas sobre Maria foram sendo mortos de maneira brutal. Após terminar seu serviço, Maria se suicidou em frente ao espelho de um banheiro público. Dizem até hoje, que ela assombra os espelhos e persegue aqueles de extrema vaidade. Reza a lenda que se você chutar 3 vezes a privada, der 3 descargas, escrever 3 palavrões na parede e gritar 3 vezes ´´Maria Sangrenta´´, ela irá aparecer no espelho para você e se você não for rápido o suficiente para escapar, ela pega você e arranca os seus olhos, para que não veja nunca mais a terrível face dela, a ultima coisa que você irá ver.
Eu mesmo, quando era pequeno, realizei o ritual de invocação dela no banheiro de minha escola. Só que, após gritar seu nome 3 vezes, eu fiquei com medo do que poderia acontecer e sai correndo do banheiro. Acreditem ou não, minha escola apresentou fenômenos inexplicáveis desde o dia que eu fiz isso, agora que saí de lá, não sei como está. Mas tudo acontecia no subsolo. È assim, na minha escola no subsolo ficava o teatro, a sala de informática, a sala de música, os bebedouros e o banheiro. Assim, a não ser quando tínhamos aulas especiais, ninguém decia lá. Além disso, de cada sala, somente 1 por vez podia sair para ir beber água ou ir no banheiro, então raramente tinha alguém por lá. Lembro de meus amigos falando de luzes se acender no teatro quando não tinha ninguém lá, instrumentos caindo quando não havia ninguém lá, vozes inexplicáveis nos corredores. Sempre me senti culpado, pois na minha opinião, fora eu quem causara tudo isso. 


1 comentários:

Anônimo disse...
estou meio preocupada agora , a dias ouço coisas esquisitas vindo dos quartos , vc pode ate nao acreditar mas eu estava com um repelente na mão ai eu resolvi soltar e deixar na escravainha , fui me olhar no espelho e ouvi o repelente bater na mesa , olhei para tras , nao havia ninguem , fui atras do meu irmao , ele estava lendo , deitado , ai eu perguntei se foi ele e ele me respondeu muito serio que n , alem disso ele houve passos de noite . Estou com muito medo.

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Google+ Followers

Translate

Visualizações de página!!

Visitantes

free counters